X
Menu
X

Trip

7 barrios que te van a encantar en Buenos Aires

Buenos Aires es una ciudad muy atractiva para turistas. Por eso, preparamos una guía para que tu no te olvides de visitar todos los puntos turísticos antes de partir.

 

(Esta publicación está disponible solamente en Portugués)

Uma cidade muito grande, com muito o que conhecer. Se você têm poucos dias para visitar, é muito importante otimizar seu trajeto para não perder nada.

Antes de começar, 3 importantes dicas:

  • Tenha sempre dinheiro em espécie. Poucos lugares aceitam cartão com chip.
  • Compre um cartão SUBE para andar de Ônibus e Metro (Não aceitam dinheiro)
  • Vá de transporte público. Não tem UBER na cidade e há relatos de taxistas não muito agradáveis. Verifique qual linha de onibus/metrô tomar no site https://mapa.buenosaires.gob.ar/

1. Microcentro

Uma orquestra sincronizada de pessoas, carros e ônibus atravessando as ruas perfeitamente quadriculadas e compostas de uma miscelânea de edifícios clássicos e modernos ao mesmo tempo. Uma caminhada pelo microcentro é o convite e boas-vindas da cidade a qualquer turista.

Microcentro

Lugares para conhecer:

    • Calle Florida. Cafés, agências de Turismo, lojas de todos os tipos e o famoso Shopping Galerias Pacífico (Cordoba e Florida).
    • Plaza de Mayo. Os 3 “Cs” (Casa Rosada, Cabildo e Catedral) no centro político da cidade.
    • Obelisco.  O cartão postal da cidade, a selfie que você vai postar no Insta. Apesar de estar na esquina da Av Corriente com a Av 9 de Julio, a melhor forma de tirar foto é  vir da Plaza de Mayo pela Av. Presidente R. Saens Peña (vulgo Diagonal Norte). As melhores fotos são de madrugada, do meio da Avenida, mas é bom tomar cuidado.  
    • Teatro Colón. Lugar de fama mundial, construído no século XIX, é visita obrigatória para os turistas mais cultos.  Localiza-se na Av. 9 de Julio esquina com Viamonte.
    • Café Tortoni. Talvez a “Colombo” de Buenos Aires. O clássico café onde você poderá provar as deliciosas medialunas e churros em meio a um ambiente que respira tango. Encontra-se na Avenida de Mayo esq. Piedras.

COINED tour

2. Recoleta

recoleta free

Talvez a Copacabana de Buenos Aires, Recoleta é o bairro charmoso que você precisa visitar. Sentar nas mesinhas dos cafés, caminhar pelas ruas tranquilas, disfrutar de suas praças…

O bairro, de fácil acesso desde o centro, está repleto de excelentes hotéis e restaurantes, além de contar com importantes pontos turísticos da cidade.

Lugares para conhecer:

    • Avenida Santa Fé. Uma das principais avenidas da cidade, a Av Santa Fé dá acesso ao bairro da Recoleta e é praticamente um Shopping a céu aberto. Da Av 9 de Julio até a Av Callao, a rua possui lojas de grandes marcas e muitos restaurantes e cafés que servem o típico da culinária local.
    • El Ateneo. Na esquina da Av Santa Fé com a Av Callao encontra-se o antigo teatro que hoje virou uma livraria. Na cidade que respira cultura, El Ateneo é um ótimo lugar para dar uma parada, tirar uma selfie e, claro, comprar um livro em espanhol
    • Cementério de la Recoleta. Sim, é um ponto turístico. Diferente de qualquer outro cemitério que você já visitou, o Cemitério da Recoleta é um museu a céu aberto. O luxo e a grandeza dos túmulos de importantes famílias da cidade, com destaque para Evita Perón, são os destaques desse local.
    • Plaza Francia. Se você não quer visitar um cemitério, pelo menos precisa visitar a praça que o rodeia. Point da cidade, a Plaza Francia é tomada nos fins de semana por uma feira de artesanato, além de estar cercada por um Shopping e por excelentes hotéis, restaurantes e cafés.
    • La Flor y Facultad de Derecho. Pertinho da Plaza Francia, está a Faculdade de Direito da UBA, um lindo edifício que lembra a arquitetura grega (boa dica para quem estiver com pouca grana é almoçar no bandejão da facu). Ao lado da UBA está a famosa Flor da Recoleta, um monumento moderno no meio de um parque. Bom lugar para tirar fotos e tomar um sol.

Menção especial: “Helado de Dulce de Leche”no Freddo da Plaza Francia.

Flor

Ateneo

3. Palermo

Um dos maiores e mais agitados bairros de Buenos Aires, Palermo é lugar para todas as tribos. Bom para os gastadores que buscam os melhores outlets, bom para os boêmios que querem curtir na balada e bom para as famílias que querem curtir um dia de sol no parque.

IMG_7827

Lugares para conhecer:

  • Outlets. Na esquina de Gurruchaga e Aguirre (perto da Av Cordoba) estão concentrados outlets de grandes marcas internacionais e locais. O local, infestado de brasileiros, é um dos melhores lugares para renovar o guarda-roupa. Outro lugar para fazer compras é o Distrito Arcos ( Godoy Cruz e Paraguay ), novo Shopping a céu aberto de fácil acesso e cheio de outlets.
  • Bares e Restaurantes. O bairro é cheio de surpresas, com excelentes opções em qualquer esquina, mas recomendamos uma vista às principais praças do bairro, onde você terá várias boas opções para escolher sem precisar caminhar muito. A primeira parada é na Plaza Serrano (Serrano e Honduras), um lugar que funciona de dia e de noite, com muitos bares, baladas e restaurantes para “picar, tomar cerveza y bailar hasta el amanecer”. Outro lugar excelente é Las Cañitas (Arévalo e Baez) com muitos lugares para comer e tomar, que vão desde parrillas e milanesas a comida mexicana, japonesa e uma excelente cervejaria artesanal.  
  • Passeio ao ar livre. Em Palermo está o famoso Parque 3 de Febrero, que é mais um complexo de parques. Nos fins de semana os portenhos lotam esse espaço para fazer suas atividades físicas. Recomendamos alugar uma bicicleta (pública ou aí mesmo no parque) para conhecer todo o lugar. Principais pontos a visitar são o Planetário, o Rosedal, os Lagos de Palermo e o Jardim Japonês.

Menção especial: Em Las Cañitas, jantar na Fábrica de Tacos, cerveja Honey Beer na Antares e shot especial no bar Chupitos.

planetario free

4. San Telmo

Pra tirar a famosa selfie com a Mafalda você precisa visitar San Telmo, de preferência no Domingo. O bairro é típico dos artistas e dos boêmios, talvez o encontro da Lapa com Santa Tereza no Rio. Não é um dos bairros mais seguros para andar de noite, por isso recomendamos taxi nesse horário. É um bairro com muitos hostels, excelentes para jovens que não querem ficar em hotéis caros e querem fazer amizade com outros mochileiros.

mafalda

Lugares para conhecer:

  • Calle defensa. No domingo, a Calle Defensa é completamente tomada por uma feira de antiguidades, artesanatos e souvenirs. Depois del Caminito, é o melhor lugar para comprar aquela lembrancinha de Buenos Aires para seus amigos. O trajeto ideal é começar na esquina da Av Independencia com a Defensa e seguir até a Plaza de Mayo.
  • Plaza Dorrego. Localizada na esquina das Calles Humberto Primero e Defensa, essa praça é o melhor lugar para jantar e tomar uma cerveja em San Telmo. Muitas opções de restaurantes e bares que vão te servir comida típica a um preço acessível.

Menção especial:  “Brasserie Petanque” na esq. das Calles Defensa e México. Ótimo restaurante francês, porém um pouco caro.

san telmo

5. Puerto Madero

Puerto Madero é a prova que políticas públicas decentes podem transformar um bairro. Antigo porto da cidade, o local foi totalmente revitalizado pelo governo e hoje é o local mais moderno da cidade, com direito a arranha-céus e restaurantes de luxo.

puerto madero free

Lugares para conhecer:

  • Puente de la Mujer. O bairro em si é uma homenagem as mulheres, como símbolo da modernidade e da luta pela igualdade de genêro. Todas as ruas são batizadas com nomes de mulheres importantes para a história do país, e como cereja do bolo está essa bela obra de arte que une o bairro à cidade de Buenos Aires, em frente a Casa Rosada.
  • Dársenas. Vale a pena uma caminhada e um almoço pelas docas renovadas de Puerto madero. Da altura da Avenida Córdoba até a Avenida Belgrano o visual é lindo e existem vários restaurantes excelentes, porém muito caros.  Destaque para Cabaña Las Lilas (parrilla) e La Parolaccia (Comida italiana).
  • Calçadao. Para os que possuem um orçamento mais apertado, o ideal é atravessar o bairro e caminhar pelo calçadão da Laguna de los Coipos. Durante o dia, várias barraquinhas servem os típicos “choripanes” e sanduíches de Bondiola. Bom lugar para sentar ao sol e disfrutar sua comida. O trajeto ideal é pela Av. Dr. Tristán Achavál Rodriguez.
  • Casino. Breve explicação. Os cassinos são proibidos na cidade de  Buenos Aires, mas legais na Argentina. Tiveram a brilhante ideia de construir um cassino em Buenos Aires que flutua em mar argentino. Para aqueles que adoram jogar um blackjack ou apostar na roleta, o Casino de Puerto Madero é excelente.

Menção Especial:  Sanduíche de Bondiola no quiosque “La Perla” no Calçadão da Laguna. Uma abundância de carne, para gaúcho nenhum botar defeito.

puente de la mujer

6. La Boca

Esse bairro seria apenas mais um, se não fosse pelas ruas pitorescas del Caminito e pelo mítico estádio de La Bombonera. O lugar é humilde e de noite pode ser meio perigoso, por isso não recomendamos sair da zona turística. É longe, mas é muito fácil ir de ônibus: tome a linha 152, que passa na Av Santa Fé, Leandro Alem e Paseo Colón, até o final.  

caminito

Lugares para visitar:

  • Caminito. Aqui você vai tirar três fotos famosas: uma na janelinha da Havanna, uma com uma dançarina de tango e outra com o Maradona. São três ruas com muitas galerias de arte, lojinhas de souvenirs, restaurantes típicos, muito tango e um visual lindo das casas coloridas do bairro. O ideal é ir de manha, fazer um passeio, visitar a Bombonera e depois almoçar.
  • Bombonera. O estádio da “caixa de bombom” é famoso mundialmente pela pressão da torcida e pelos grandes jogadores do Club Atlético Boca Juniors. Fica a três quadras del Caminito. Você pode visitar o Museu e entrar no Estádio. Toda a informação necessária está aqui http://www.museoboquense.com/informacion-general.php. Para assistir um jogo, o mais seguro é comprar ingresso em agências de turismo ou no seu hotel. Não há venda ao público no Estádio.

bombonera

7. Barrio Chino e Monumental de Nuñez

Como última dica, um lugar um pouco mais afastado, que normalmente não aparece nos  livros turísticos, mas se você tiver tempo, vale a pena.

barrio chino

  • Barrio Chino. Eu sei, tecnicamente o Barrio Chino não é um bairro, mas sim uma região no Bairro de Belgrano. Porém, devido as suas características especiais, não poderia deixar de citar-lo. Não é um lugar muito conhecido por turistas, mas é muito visitado pelos portenhos. Devido a grande presença de imigrantes chineses na cidade, essas três ruas de Belgrano foram tomadas por lojinhas chinesas, que vendem tudo que você puder imaginar, além de deliciosos restaurantes de comida asiática. Não há muito o que conhecer, mas é um bom lugar para tirar fotos e comer, e uma boa desculpa para andar em trem. (Estação Belgrano C – Linea Mitre a Tigre).
  • Monumental de Nuñez. Se você foi de trem até o Barrio Chino, é só seguir uma estação mais (Nuñez) que você chega perto do Estádio do River Plate. Assim como a Bombonera, você pode fazer uma visita ao Museo do River e a lojinha da Adidas. Toda  info aqui http://www.cariverplate.com.ar/museo-river .

Espero que essa guia seja muito útil na sua visita à Buenos Aires. Sabemos que existem vários blogs na internet sobre a cidade, mas buscamos fazer uma lista com os lugares mais turísticos, desde o ponto de vista dos habitantes da cidade. Recomendamos usar o site www.tripadvisor.com para buscar mais informação sobre todos os lugares citados.

Gostou? Compartilha!

Faltou algo? Comente!

Quer vir a Buenos Aires estudar espanhol? Acesse Courconnect.com e encontre o curso ideal

Courconnect

 

Climate and Weather in Spain

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Inglés Estadounidense, Portugués De Brasil y Francés. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in one of the available alternative languages. You may click one of the links to switch the site language to another available language.

Spain is a dream destination to enjoy a holiday, a short stay or a cultural immersion. Discover the different climates listed in Spain, even if, in the light of global warming, temperatures are not guaranteed to 200% !!

Climate in Spain

It is very variable because it is a Mediterranean country which has different climates: oceanic, mediterranean, mountainous and semi-arid. See photo below.

Temperatures vary from north to south and from west to east depending on the topography: the plains, the mountains, the seashores each benefit from a variable climate. The zones of hot and cold air are determined by region.

The seasons are therefore well defined. The mild temperatures are about 15 ° C and others exceed 40 ° C, especially in summer.

When to go to Spain?

The two seasons that Courconnect recommends you for a trip to Spain, are spring and autumn. It is at this period that the temperatures are the most pleasant and the most appreciable.

In summer, crowd and heat can be a problem for some people. But it is possible to enjoy the hottest hours by going to an ice-cream parlor or visiting the air-conditioned museums. For hot summer evenings, it’s essential to enjoy fresh beer in the tapas bars!

The cold of winter and even sometimes the rain are not recommendable either to fully enjoy a tourist trip. However, many activities are carried out inside: museums, visits to monuments or again bars and restaurants!

As we pointed out in the introduction, these “climate laws” are not 100% faithful. Especially that Spain is known for its unpredictability! So get ready to adjust anytime!

Top 5 destinations in Spain

Madrid, Capital of Spain

Discover our blog article about Madrid by clicking here. Find your Spanish course in Madrid by clicking here.

Barcelona, Capital of Catalonia

Discover our blog article about Madrid by clicking here. Find your Spanish course in Madrid by clicking here.

Seville, one of the most beautiful city of Andalusia

Check out our Blog article on Seville by clicking here. Find your Spanish course in Seville by clicking here.

Malaga, beautiful seaside town of Southern Spain

Check out our Blog article on Seville by clicking here. Find your Spanish course in Seville by clicking here.

Valencia, a beautiful seaside town in eastern Spain

Check out our Blog article on Seville by clicking here. Find your Spanish course in Seville by clicking here.

Let’s go !! You are ready to make the most of your trip!

Barcelona, ​​the capital of Catalonia #Destination

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Inglés Estadounidense, Portugués De Brasil y Francés. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in one of the available alternative languages. You may click one of the links to switch the site language to another available language.

There are more than 100 reasons to visit and make its cultural immersion in Barcelona. This beautiful city is the second largest in Spain in terms of population, economy and activities! We have grouped all the useful information to visit Barcelona and live an incredible stay!

A rewarding experience at the seaside

Get away and enjoy the Mediterranean Sea! In Barcelona, ​​you can stroll on the 5 km of beach and practice many seaside activities. It is the ideal place to discover the Spanish culture and its history.

To know: There are two official languages ​​in Catalonia, Catalan and Spanish. These two languages ​​are similar in some respects, you will quickly see the similarities and you will quickly learn to differentiate them;)

Credit photo : École de Kings Brook

Architecture and mythical neighborhoods

To visit Barcelona is to walk on the Ramblas, to visit the Sagrada Familia, to discover the Park Güell, to sunbathe on the beach, to have a drink or to eat tapas in the famous quarter Barri Gòtic of the old city. Has so much more to see!

Barcelona has beautiful squares: Plaça de Catalunya, Plaça Nova, Plaça del Rei, Plaça del Pi, as well as historical places such as Castell de Montjuïc and Ciutadella. The Catalan city retains its authenticity and history thanks to its many monuments.

Significant efforts are being made in the area of ​​sustainable development. This is one of the futuristic features of Barcelona!

Culture and traditions

Barcelona has many museums, theaters and entertainment venues. It is the destination to be preferred if you wish to discover culture, since literature and art are very present in Catalonia.

The tradition of the Castellers in Catalonia – photo opposite, lasts in town during numerous performances. These human and acrobatic pyramids are really very impressive to see! An atmosphere that we recommend you to live at least once during your immersion.

Useful information Barcelona

Climate

he general climate of Barcelona is pleasant thanks to the Mediterranean sea breeze.

Wine and gastronomy

Catalonia is a gastronomic paradise. And yes, Catalan cuisine is a tasty mix of quality products, territory and tradition.

Football

Take a guided tour of the Camp Nou football stadium or see a Barça match, which is a must-see for football lovers, to spice up the journey!

To find out more about this destination in Spain, visit the website of the tourist office of Barcelona by clicking here!

Spanish Courses in Barcelona

Courconnect has selected 5 language schools in Barcelona so that you can make your next language trip! Compare the following schools and choose the Spanish course that best suits you: standard or intensive, in groups or private!

Madrid, the perfect capital to learn Spanish in Spain #Destination

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Inglés Estadounidense, Portugués De Brasil y Francés. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in one of the available alternative languages. You may click one of the links to switch the site language to another available language.

A great opportunity to discover the capital of Spain. If you want to travel and learn spanish, we recommend you take a trip to Madrid ! We´ll give you some tips to visit Madrid and enjoy your immersion trip!

General informations of Madrid

In Madrid, Spanish is the only official language and the accent is very clear and easy to understand. Well, are you ready to learn or improve your spanish here ? See all the school and courses at the end of this post!

Madrid is located at the center of the country, that´s why it is  easy to travel to the most popular cities in Spain : Barcelone, Valence, Malaga, Séville… The trips are cheaper if you travel by bus or if you book a flight in advance !

Madrid weather

Madrid has a continental climate. In winter, the temperatures are cold with blue skies and low rainfall. In spring and fall, the weather is nice and with a temperature of 25°C (77°F) in average. Madrid in summer is very hot and sunny, 35°C (95°F) in average and very humid

Activities on Madrid

If you like tourism activities, you can visit the Royal Palace and its gardens, the Plaza Mayor and the city’s history. The city of Madrid is the right place to be ! We recommend you take a walk in the dowtonwn part of the city and have a good time.

You can find a lot of art and  touristic sites. There you´ll be able to visit the Prado and Reina Sofia museums, discover all the galleries and exhibitions and buy tickets to a flamenco show. The city  has a lot of museums for you to discover: “Museo del Prado”, “Museo Thyssen”, “Museo Reina Sofía”…, We assure you won´t get bored !

If you like football, you need to visit Real Madrid’s Santiago Bernabeu stadium !  You can  also practice yoga in the Retiro park and go biking and  jogging.

The Nightlife is an essential part of the city,  you can always go out to bars and night clubs. Yes, in Madrid they go out every day of the week , so don’t be lasy, just enjoy it !

Now let´s talk about the food: you can enjoy the traditional menu for less than 12 euros, taste chocolate with churros, try tapas and wines in bars.

Spanish courses in Madrid

Courconect has 7 partner schools in Madrid. You can book the course you want in any of these schools:

If you wish to see all destinations in Spain, you can visit our Courconnect platform HERE

 

CLIC SEVILLA es nuestra #EscuelaDelDia

Clic es la escuela perfecta que ofrece una gran variedad de cursos generales, intensivos, preparación de exámenes y cursos especializados. Con bases en Sevilla y Cádiz, Clic se asegura que sus estudiantes no sólo aprendan sino que también vivan el idioma y sumerjan en la cultura.

Las clases se dictan entre las 9am y las 10pm, de Lunes a Viernes, en grupos de 5 a 10 estudiantes y ofreciendo facilidades desde alojamiento a una relajante y verde terraza, los estudiantes tienen la posibilidad de aprender y disfrutar de su tiempo libre.

Estructura de la escuela

La escuela  xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

The school offers students a friendly and relaxing place with a garden and a terrace. Wi-Fi is available throughout the hotel. A restaurant / cafeteria is also available to offer a moment of sharing and relaxation in group during breaks or meals. The bonus for the summer, the school has a swimming pool on the terrace !

Cursos de español en Sevilla

La escuela CLIC Sevilla ofrece cursos para todos los niveles y todas sus expectativas. El número de horas varía para darle tiempo libre para visitar una de las ciudades más bellas de Andalucía – también se puede leer nuestro blog aquí en Sevilla.

Curso Combinado Intensivo + Privado 25hs

Intensive 25h

Curso Combinado Intensivo + Privado 30hs

Curso Super-Intensivo 30hs

Curso Intensivo 20hs

Clases Privadas 10hs

Clases Privadas 20hs

Cours d’été pour adolescent

Cours de préparation au DELE

Cours pour senior (+ de 50 ans)

Camp de football d’été

Buenos Aires para Dummies

Guia de sobrevivência para la capital  Argentina

 

(Por ahora, esa publicación está disponible solamente en Portugués)

Sabemos que Buenos Aires é uma cidade charmosa, pulsante y extremamente divertida. No entanto, aqueles que vêm para um intercâmbio de longo prazo ou para vivir na Argentina acabam enfrentando vários desafios. Listamos algumas dicas para não dar bobeira em suas primeiras semanas em terras portenhas…

Transporte

    • Vá de transporte público!

O preço, o alcance e a frequência são os principais motivos para preferir o transporte público ao  táxi. Para saber como ir de um ponto A a B use sempre esse link. Um mapa interativo do governo de Buenos Aires que calcula o melhor trajeto pra você.

Lembre-se que as paradas de ônibus são exclusivas para 1 ou 2 linhas, portanto tenha certeza de encontrar a parada certa para o ônibus que você quer pegar, senão o motorista não vai deixar você entrar.  (Normalmente em uma mesma quadra existem 3 ou 4 paradas diferentes)

    • Use sempre Tarjeta SUBE.

Nenhum ônibus aceita dinheiro (muitos são os brasileiros rejeitados pelo motorista quando dão uma nota de 20 pesos pra pagar a passagem). Metrô e trem só aceitam dinheiro em espécie, na bilheteria. Por isso, se você quiser pegar ônibus, será necessário comprar uma Tarjeta SUBE. É um cartão pré-pago para utilizar transporte público. Elas são vendidas em qualquer estação de Metrô e podem ser recarregados em vários “kioscos” da cidade. Se for fazer várias viagens, calcule uma carga de 15 pesos por dia.

SUBE

    • Ao subir em um ônibus você precisa indicar o seu destino ao motorista.

Por dois motivos:

  1. i) Ele vai te avisar se você estiver pegando o ônibus errado;
  2. ii) O preço da passagem varia conforme o destino. ($3 a $3,50)
    • As passagens são extremamente baratas na Argentina (subsidiadas pelo governo)

Por isso ônibus e metrô são muito mais em conta que taxi, mesmo em grupos de 3 ou 4 pessoas. Não há integração entre passagens, cada baldeação que você fizer será uma nova passagem, exceto as baldeações entre linhas de metrô.

    • O metrô funciona até 22:30h e as linhas de ônibus funcionam 24h.  

Claro que a frequência diminui de madrugada, mas você não irá esperar mais que 20 minutos. Se você estiver em um lugar movimentado (Alguma praça cheia de gente, alguma grande avenida), é normal pegar ônibus em qualquer horário. Cansei de ir e voltar da balada de transporte público, o ônibus sempre lotado vira uma extensão da festa. Táxi apenas se você for para algum lugar muito isolado.

Apesar de ser bem mais caro que o transporte público, taxi é barato e muito fácil de tomar, basta esticar o braço. De madrugada, não recomendamos que mulheres tomem táxi sozinhas, infelizmente existem casos de abuso. Se for preciso, peçam um rádio taxi.

Colectivo

  • Viagens

As estradas são muito boas na Argentina e há muitas linhas de ônibus por todo o país, os quais são muito confortáveis. Para viajar desde Buenos Aires, procure uma passagem por uma das páginas de venda mais famosas Plataforma 10 ou Central de pasajes.

Dinheiro

  • Sempre tenha dinheiro em espécie.

A economia argentina ainda está muito dependente de dinheiro vivo, é dificil pagar quantias pequenas em cartão. Tenha uma idéia de quanto irá gastar por dia e sempre saia com dinheiro suficiente.

  • Sacar dinheiro é facil.

Esse é um lado positivo da Argentina, todos os bancos utilizam apenas duas redes de caixas eletrônicos – Banelco e Link. O que significa que qualquer pessoa pode sacar em praticamente qualquer banco, diferente do Brasil onde o cliente precisa encontrar seu caixa. Para estrangeiros, qualquer rede funciona . Os caixas tem a opção do idioma inglês e, se o seu cartão estiver ativo no exterior, você poderá sacar dinheiro facilmente. Sempre saque em grandes quantidades, pois há uma taxa de uns U$10 por saque.

  • Cartão com chip raramente é aceito, sempre pergunte antes.

Você provavelmente só poderá pagar com cartão em restaurantes mais caros e supermercados importantes. É muito comum os estabelecimentos exigirem um consumo mínimo para aceitar cartão, por volta de 100 pesos. As maquininhas não vão até a mesa, então acompanhe o garçom com seu cartão,  para colocar a senha. (Ele não vai pedir pra você acompanhá-lo porque os cartões argentinos não pedem senha).

  • A conta não pode ser dividida.

Costume no Brasil, os garços na Argentina não deixam cada cliente pagar uma parte da conta no cartão. Se você estiver em um bar/restaurante com muita gente, só há duas opções para pagar:

  1.  Dividir a conta com dinheiro vivo
  2.  Uma pessoa pagar toda a conta no cartão.
  • Cambio

dolares

 Existem muitas formas de trocar dinheiro na Argentina, e saber escolher a melhor delas é essencial para fazer render cada real que você levou. O real atualmente está cotizado em $3,60 para compra e $4,40 para venda. Formas de trocar dinheiro:

i) Conhecido.  A melhor forma é trocar com algum conhecido na Argentina que queira reais (Isso é muito comum, pois argentinos invadem o Brasil e não conseguem comprar reais na Argentina). Os argentinos precisam pagar $4,40 para comprar reais, portanto você pode negociar uma venda por $4,00, já que para você o real valeria $3,60. É a melhor cotação que você vai conseguir, e sem pagar nenhuma taxa

ii) Banco Nación. Na esquina das calles Reconquista e Bartolomé Mitre está o Banco Nación.  Se você comparecer com seu passaporte ou sua identidade + visto de entrada ao país, você poderá trocar reais por pesos à cotação oficial de $3,60. Essa operação só é permitida para turistas que estejam em seu periodo de 90 dias no país. Indisponível para aqueles que residam na Argentina.

iii) Arbolitos. Na Calle Florida você escuta constantemente “cambio, cambio…” São os arbolitos. Lojas de câmbio informais que funcionavam na época que estava proibido comprar dólares. Atualmente, ainda funcionam pois cobram taxas bem menores que as lojas de câmbio oficial. Você conseguirá vender seus reais a uma cotação de $3,40 ~ $3,50.  Basta falar com algum deles.

iv) Cartão. Pagar com cartão significa pagar a taxa de câmbio oficial + IOF e outras taxas. Atualmente é melhor do que trocar dinheiro em casa de câmbio

v) Sacar dinheiro. Ao sacar em um caixa, você pagará a cotação oficial + taxas. Melhor do que trocar em casa de câmbio

vi) Casa de Câmbio na Argentina.  A cotação cai para $3,00 por Real, e ainda te cobram comissão. Se possível, evite.

vii) Casa de Câmbio no Brasil. Pior opção de todas, porém necessária  se você quiser viajar com alguns Pesos na mão. Algumas empresas de taxi do aeroporto não aceitam cartão, por isso você provavelmente precisará de dinheiro em espécie para o transporte.  Se não quiser trocar no Brasil, no aeroporto há Casa de Câmbio e Caixa automático.

Dependendo da data que você ler esse post, os valores podem ter sido modificados. Confira a cotação oficial aqui.  Porém a ordem será sempre a mesma, seu real valerá muito mais se você trocar com algum conhecido, e valerá menos se você trocar em uma casa de câmbio.

Documentação

  • Entrada no país

Você pode entrar na Argentina, como turista, com RG ou Passaporte. Se entrar com RG, é obrigatório guardar o visto que te entregam na Imigração. A permanência é livre durante 90 dias. Se você vier por um intercâmbio de 6 meses, o mais fácil é entrar como turista e, antes de completar 90 dias, viajar para o Uruguai e voltar. Seu visto será renovado por mais 90 dias. Não se complique buscando visto de estudante ou de trabalho.

  • DNI

DNI

Para se formar ou trabalhar formalmente no país é recomendável fazer o seu Documento Nacional de Identidad (DNI). O processo é bem fácil, porém demora alguns meses. Com esse documento você ganha residência permanente no país, porém não se torna argentino, não se preocupe 🙂

  1. Primeiro voce precisa de um Certificado de Antecedentes Penales – info aqui .
  2. Depois você  acessa esse link e pede seu turno para “Radicación + DNI”

Educação

  • Curso de Espanhol

Raros são os brasileiros que chegam na Argentina e continuam achando que sabem Espanhol. Portanto, a primeira coisa que você vai precisar para sobreviver em Buenos Aires é aprender o idioma. Pela página Courconnect.com você pode buscar e comparar os melhores cursos intensivos de espanhol para extrangeiros na Argentina, e reservando online você ganha 10% de desconto. Nós recomendamos 8 semanas de aula intensiva para alcançar um nível suficiente para fazer provas nas faculdades e para trabalhar.

  • Faculdade

A primeira coisa que você precisa fazer para cursar em qualquer universidade é convalidar o seu diploma do ensino médio no Ministerio Argentino. Siga as instruções desse site, o trâmite é bem simples.

Tanto na UBA quanto nas faculdades privadas não há vestibular,  basta matricular-se com RG e apresentar o titulo do ensino médio revalidado.

As faculdades privadas realizam um curso de ingresso de verão, para preparar o aluno do colégio para entrar na faculdade. Os cursos costumam ir de Janeiro a Março e são obrigatórios.

A UBA não tem curso de ingresso, mas sim um ano inteiro do famoso e temido CBC (Ciclo Basico Comun). Todos os alunos devem cursar e aprovar o CBC para começar a carreira, portanto não dê bobeira no seu primeiro ano de estudo.  

Aqui tem um FAQ bem legal sobre a UBA e aqui está toda a informação oficial para se matricular na UBA.

UBA

  • Certificados de Espanhol

Para dar um upgrade no seu currículo e aumentar as suas chances de  passar uma entrevista de emprego (na Argentina ou no Brasil), recomendamos fortemente a realização de um Exame de Proficiência em Espanhol. Dessa forma você não precisa provar a ninguém que aprendeu espanhol durante seu intercâmbio, pois o Certificado fala por sí próprio (Eu passei por isso durante algum tempo, até decidir realizar o Dele).  

Também recomendamos a realização de um desses exames, pois os cursos tradicionais de idiomas no Brasil costumam dificultar o progresso de alunos que foram para o exterior. Se você estava em um curso básico quando viajou, dificilmente vão reconhecer e certificar que você está em um nível avançado ao retornar, pois vão dizer que “você fala bem, mas precisa aperfeiçoar sua gramática em um curso intermediário”. Assim eles mantêm o aluno cursando por mais tempo, e você se sente um idiota aprendendo coisas que já sabe. (Já passsei por isso algumas vezes).

i) Diploma de Español como Lengua Extranjera (DELE). O certificado mais reconhecido mundialmente, realizado pelo Instituto Cervantes. Possui 5 datas ao longo do ano e você escolhe qual nivel prestar o exame (Datas aqui). Recomendamos estudar para alcançar o nível C1.  Em Courconnect.com você encontrará varias escolas de espanhol que oferecem cursos preparatórios para o DELE.

ii) Certificado de Espanhol, Lengua y Uso (CELU).  Certificado emitido pela Universidad de Buenos Aires, também possui grande prestígio, principalmente na América do Sul.  Possui 7 datas ao longo do ano, na Argentina (Datas aqui). Nesse exame você não escolhe o nível que quer prestar, o exame é igual para todos e eles avaliam a sua proficiência.

Segurança

Falar sobre insegurança a um brasileiro é querer ensinar padre a rezar missa. Mas sempre é bom lembrar que as principais avenidas, praças e até mesmo restaurantes e cafés são os lugares preferidos de assaltantes, que em geral furtam carteira e bolsas.

Apesar de os onibus funcionarem 24h por dia, não é recomendável andar em ruas escuras de madrugada. As grandes avenidas ou ruas que localizam-se perto dos points noturnos são mais seguras, mas se você mora em um lugar mais isolado, é melhor tomar um taxi.

Falando em taxi, vários são os casos de abuso sexual de mulheres em taxis de madrugada, por isso não tomem táxi sozinha! Se for preciso, peçam um rádio taxi.

Trabalho

O mercado informal “en negro” é muito comum, pois a burocracia e os impostos na hora de contratar são excessivos. Provavelmente você vai começar a trabalhar dessa forma, recebendo seu salário em dinheiro vivo.  Posteriormente deveriam te passar “en blanco”.  (Desculpem o racismo, mas esses são os termos utilizados aqui :/  )

Para estar legalizado você precisa de DNI, CUIL e CUIT. O primeiro eu já expliquei como conseguir, o segundo você ganha automaticamente ao fazer o DNIe o terceiro você faz na hora de buscar um trabalho forma.  Você precisará seguir as instruções da AFIP. Como eu disse, você pode começar a trabalhar no mercado informal sem CUIT, mas para estar legalizado vai precisá-los.

Computrabajo, Zonajobs e Bumeran são os principais portais de trabalho da Argentina. Aqui eles funcionam de verdade e são grátis. Portanto faça um perfil bem bonitinho e comece a mandar CVs, que você vai achar trabalho! Óbvio que espanhol afiado, com Certificado, é muito importante para passar pelas entrevistas


Essas dicas foram úteis? Compartilhe!

Esquecemos de mencionar algo? Comente

Quer vir à Argentina aprender Espanhol? Com Courconnect você busca e compara os melhores cursos na cidade.

Courconnect

 

Viajes cortos desde Buenos Aires

Cinco lugares para conocer en un finde saliendo de la capital Argentina.

 

(Esta publicación está disponible solamente en Portugués)

A cidade de Buenos Aires é imensa, e há muito o que fazer. Mas aqueles que ficam por um período longo têm o interesse de explorar a região,  aproveitando a grande quantidade de feriados nacionais para fazer uma viagem rápida. Preparamos um roteiro com 5 destinos que você pode fazer em 3 dias, sem pegar o avião.

1. Tigre – 1 dia

O famoso porto de frutos ao norte de Buenos Aires localiza-se no chamado “Delta de Tigre”, onde o Rio da Prata encontra seus afluentes. A natureza do local resultou em um bairro inteiro sobre a água, onda a população viaja de caiaques, barcos e lanchas para chegar às suas casas.  Para o turista, a melhor opção é fazer um passeio de Catamarã e depois rodar pela cidade.

tigre

Como chegar?

O mais fácil é ir de trem. Há duas opções

  • No terminal Retiro você pode tomar um trem da linha Mitre 1 até estação Tigre, a viagem demora 50 minutos e os trens saem a cada meia hora.
  • A outra opção é tomar o famoso Tren de la Costa, que nada mais é que um trenzinho menor que viaja a beira do Rio da Prata. Você precisa tomar um trem da linha Mitre 3 até estação Mitre. Nessa estação você pega o Tren de la Costa até Tigre.

Mais informação sobre trens nesse link

O que fazer?

  • Passeio de Catamarã:  Um dos passeios mais legais é tomar um barco e conhecer de perto o bairro flutuante de Tigre. Perto da estação de trem há varias empresas que realizam o percurso. Os passeios costumam demorar 1 hora. Alguns deles incluem almoço em restaurantes flutuantes. Valem a pena, mas é mais caro do que almoçar na cidade.  
  • Passeio de remo:  A região possui vários clubes antigos de remo, que reúnem a nata da sociedade de tigre. O esporte é tradição na cidade. Se você gosta, pode alugar um barco a remo de madeira para duas pessoas e navegar livremente pelo Delta
  • Cassino e Parque de la Costa: As duas grandes atrações turísticas da cidade agradam crianças e adultos. Localizam-se na beira do rio em frente a estação do Tren de la Costa.
  • Porto de Frutos. Uma enorme feira na beira do rio, completamente tomada por turistas e nativos que buscam fazer compras na cidade. Além de diversos restaurantes que vendem a excelente comida local, você encontra também artesanatos e lembrancinhas da cidade.  

Tigre

2. La Plata – 1 dia e 1 noite

A 60 km de Buenos Aires, La Plata é a capital do estado de Buenos Aires, já que a Cidade de Buenos Aires é um ente federado autônomo. Uma cidade moderna e planejada, cujas ruas numeradas lembram um pouco o estilo de Brasília. A cidade possui três grandes atrativos para visitar durante o dia e, devido a grande presença de universitários, possui uma  vida noturna bem agitada,  desproporcional ao tamanho da cidade.

La Plata

Como chegar

As melhores opções são ônibus e carro

  • A linha 129 vai de Retiro a terminal de La Plata em 1 hora. Você deve tomar os ramais expressos, que viajam pela estrada. São chamados de 129 rápido por Autopista. Antes de subir tenha certeza de tomar a linha certa.  Você pode tomá-la em Retiro, ou no Metrobus da 9 de julio, nas paradas das ruas Marcelo T de Alvear ou Sarmiento. A passagem é paga exclusivamente com o Cartão SUBE e não custa mais que 30 pesos.
  • Se você quiser dirigir, pode alugar um carro e viajar pela Autopista Buenos Aires – La Plata. Chegará em menos de 1 hora.

O que fazer de dia:

  • Plaza Moreno e Catedral. A praça central da cidade é o destino de todas as diagonais. Um grande espaço aberto, com vários bares, restaurantes e cafés para você curtir o dia. No final da praça está a famosa Catedral de de la Inmaculada Concepción, primeira do estilo neogótico da América Latina. Ótimo lugar para tirar fotos e agradecer pela oportunidade de viajar
  • Museo de Ciencias Naturales. Se você é fã de Friends e sempre quis conhecer o Museu que o Ross trabalhava em Nova Iorque, tenha certeza que o Museu de La Plata está à altura. As atrações variam de fósseis gigantes de dinossauros a representações das vidas humanas mais primitivas. O Museu de Ciencias Naturales é uma experiência incrível para adultos e crianças. Valeria a pena ir até La Plata somente para conhecê-lo.  Toda a informação para a visita se encontra nesse link.
  • República de Los Niños. Que tal conhecer o parque que supostamente inspirou Walt Disney? A República de Los Niños é uma enorme cidade em miniatura, com castelos, igrejas, banco e escolas em tamanho para crianças. O passeio é excelente para todos que possuem crianças pequenas, e para aqueles que ainda cultivam sua criança interior. Toda a informação para visitas encontram-se nesse link.

Republica

O que fazer de noite -> Por ser uma cidade universitária, a oferta de bares e boates é enorme. Por isso, vale a pena ficar uma noite na cidade para se divertir um pouco. A rua mais movimentada é a Diagonal 74, mas não há uma concentração de bares como em algumas praças de Buenos Aires. Por isso o melhor é buscar os lugares que sejam mais acessíveis de acordo com a sua localização. Aqui vai uma lista de lugares recomendados por amigos de La Plata

  • Bares: Chicha, La Bodeguita Cubana y El Refugio
  • Boates: Santo Pecado, Bayron, La Casona e Pieres.

3. Colônia e Carmelo: 2 dias e 1 Noite

Sabia que Colônia del Sacramento é a cidade de origem portuguesa mais ao sul da América Latina? Sim, os portugueses, interessados no fluxo de prata que saía do alto Peru pelo Rio de la Plata, construíram, no século XVII, um forte militar em frente a onde hoje se encontra a cidade de Buenos Aires. Colônia foi fortemente disputada entre espanhóis,portugueses, argentinos e brasileiros até a indepência do Uruguai, que pôs fim ao conflito.  

Somente pela história já valeria a pena a visita, mas a beleza e simplicidade desse pequeno vilarejo, conhecido como a “Paraty do Uruguai”, são ainda mais chamativos.  Muitos brasileiros conhecem a cidade em apenas 1 dia, porém recomendamos dormir na cidade para que se possa vivenciar o charme noturno da região.

Colonia

Como chegar -> A melhor opção é o Buquebus – Colonia/Buenos Aires. As balsas diárias fazem o trajeto em 1 ou 3 horas. Os preços e horários variam como passagens de avião, por isso compre sua passagem pelo site com antecedência. Você pode conseguir ofertas de R$200 ida e volta viajando bem cedo, ou pagar um pouco mais caro pelos horários mais movimentados.

O que fazer:

    • Passeio pelas ruas do Forte de Colônia. Você irá observar os resquícios das construções do período colonial,  que hoje abrigam lojas de souvenir e restaurantes.
    • Farol. O farol da cidade é aberto a visitas, caso esteja disposto a subir bastante escadas. Lá de cima você tem uma visão de toda a cidade e do Rio da Prata.
    • Museus. Vários bons museus na cidade contam a história da colonização portuguesa e espanhol na região. É possível comprar um ingresso que vale para todos os outros museus.
    • Pôr do Sol. Ao final da tarde, a visão do pôr do sol no rio é um espetáculo que vale a pena ser observada.
    • Jantar à noite. Caminhe pela avenida principal e escolha uma das várias opções de parrillas que existem na cidade. Você vai ver que o lugar é ainda mais lindo de noite.
    • Carmelo. A pequena vila próxima à Colônia abriga famosas vinícolas uruguaias, que cultivam as muito apreciadas uvas Tannat. O roteiro é pegar um ônibus em Colônia, ir até Carmelo fazer um passeio de bicicleta pelas vinícolas. Aí você conhece toda a produção dos vinhos e depois os aprecia junto a uma boa carne uruguaia.

Wine

4. Montevidéu e Punta del Este: 2 dias e 2 noites

Dizem os uruguaios que se o mundo acabasse hoje, eles ficariam sabendo daqui a dois anos. Verdade seja dita, Montevidéu é uma Buenos Aires mais tranquila, mais antiga e um pouco mais clássica. 1 dia e 1 noite são suficientes para conhecer a cidade, e o segundo dia pode ser aproveitado para conhecer Punta del Este.

Mercado free

Como chegar -> Assim como Colônia, o mais seguro e rápido é ir de Buquebus. Existem duas opções de trajeto:

  • Barato e Lento: Buenos Aires – Colônia de Barco + Colônia-Montevidéu de Ônibus.
  • Caro e Rápido:  Buenos Aires – Montevidéu de Barco.

O que fazer em Montevideo.

  • Caminhada pela Ciudad Vieja. O início do passeio é na Plaza de La Independência, onde você verá o primeiro dos 33 cavalos históricos do país. Você poderá visitar o lindo Theatro Solis na entrada da Ciudad Vieja. A partir daí, uma caminhada pelas ruas antigas, com várias praças e barraquinhas de souvenirs. O destino final é o Mercado del Puerto, um galpão recheado de churrascarias e restaurantes de frutos do mar. Há para todos os gostos, dá para comer uma linguiça no balcão ou sentar em uma mesa e pedir uma parrilla completa.
  • Playa Pocitos. Depois do almoço, o ideal é um passeio pelo Calçadão de Pocitos. Curtir a praia e ver os uruguaios tomando chimarrão debaixo de sol. A água é razoavelmente própria pra banho, mas as algas dão uma aparência suja. Quando bater a fome, procure a Chiviteria Marcos, para comer um sanduíche maior do que qualquer outro que você já provou.
  • Noche Uruguaya. A noite de Montevideo é parecida com a de Buenos Aires, porém com bem menos ofertas. Existem bons clubes espalhadas pela cidade, mas é mais facil voltar à entrada da cidade velha ( pela Plaza de la Independencia) onde existe uma concentração de pequenos bares e boates em poucas quadras. Lembre-se que as baladas só enchem depois de 2h da manhã.

Pocitos

Como ir a Punta del Este -> Desde Montevidéu (Terminal Tres Cruces) você pega um ônibus a Punta del Este.  As linhas saem a cada hora, a viagem demora menos de 3 horas e a passagem não é muito cara.

Dedos

O que fazer em Punta del Este:

  • Monumento ao Afogado. A famosa selfie de Punta del Este é com os estranhos dedos gigantes que saem da areia. Aproveita para curtir um pouco as praias da cidade.
  • Frutos do Mar. Na ponta da península há diversos restaurantes de frutos da mar para você almoçar bem, disfrutando o melhor da comida uruguaia
  • CasaPueblo. Uma obra com design muito interessante, a casa, que fica a 16km de Punta del Este, é uma das paradas favoritas de todos os turistas. Se possível, faça essa visita perto do pôr do sol, a paisagem é espetacular.
  • Casino Conrad. O alto nível dos visitantes de Punta del Este é visto nas mesas de cartas e nas roletas do luxuoso Casino Conrad. Vale a pena dar uma visita, nem que seja para tirar uma foto
  • Noite de Punta. Se puder, fique uma noite na cidade. A vida noturna lembra a de Búzios, com muitos bares e restaurantes que ficam abertos até 2h da manhã, além das boates que não fecham antes do sol nascer.

Casapueblo

5. Mar del Plata: 2 dias e 2 noites

Conhecer Mar del Plata é conhecer o lado praiero dos argentinos. As praias são diferentes das que nós conhecemos no Brasil, mas vale a pena ir conhecer. Apesar da cidade ser muito grande, não há muitos atrativos mais interessantes do que simplesmente ir a praia.

Mardel

Como chegar -> A melhor opção é ir de ônibus de madrugada. Você sai de Retiro sexta à meia-noite e chega em Mar del Plata sábado às 7h da manhã. As passagens variam perto dos R$100.

O que fazer:

  • Porto. Eu nunca fui, mas todos recomendam uma visita ao Porto da cidade, que além de ser bonito possui diversas lojinhas interessantes para turistas
  • Guemes. A rua Martin Miguel de Guemes é a “rua das pedras” de Mar del Plata. Uma rua exclusiva para pedestres, com várias lojas de marca e muitos bares e restaurantes. O lugar é indicado para passear de dia e para aproveitar a noite.
  • Frutos do Mar e Churros no Manolo.  Um dos restaurantes mais clássicos da cidade possui uma filial ao final da rua Castelli, na beira da praia. O visual é lindo e você poderá provar os deliciosos pratos de frutos de mar e de sobremesa comer seus famosos churros de dulce de leche.
  • Praia. Tentei esticar ao máximo antes de chegar as praias, mas é basicamente o melhor a se fazer na cidade. Porque eu disse que são diferentes? Por vários motivos. O argentino tem o costume de ficar o dia inteiro na praia, por isso eles levam tudo que for preciso, e poucas coisas são vendidas na praia. O mais estranho, no entanto, é o fato de a praia ser tomada por balneários, a estilo europeu. São pequenas barraquinhas fechadas, onde cada um pode guardar suas coisas, comer, descansar, enquanto não está pegando sol. Além disso esses balneários contam com banheiro, duchas, piscinas, restaurantes, quadras esportivas e até playground. Obviamente para usá-los você precisa pagar uma quantia um pouco alta. Se não quiser, a solução é levar seu guarda-sol e ficar com o povão na areia.

Playa


Gostou das dicas? Compartilhe!

Algum lugar que a gente não mencionou? Comente!

Quer vir à Argentina estudar espanhol? Acesse Courconnect.com e encontre o curso ideal pra você

Courconnect

 

8 preguntas y respuestas sobre estudiar español en Argentina

 

La mejor manera de aprender un idioma es viajando y el mejor país para aprender español es la Argentina.

(Esta publicación está disponible solamente en Portugués o Inglés)

Visitar os hermanos e fazer um curso de idioma é um programa cada vez mais popular para milhares de brasileiros que aproveitam suas férias unindo turismo com educação. A proximidade em relação ao Brasil, os baixos custos de viagem e a cultura fascinante são os fatores mais atrativos do país.

No entanto, na hora de planejar a viagem surgem muitas dúvidas:

Porquê estudar no exterior? Como funcionam os cursos de idioma para turistas? Quanto tempo devo ir? Qual a melhor cidade? Quanto custa? Onde eu me hospedo? Vou ter tempo para conhecer a cidade? Qual escola ?

Até hoje, não conheci uma pessoa que tenha se arrependido de fazer uma viagem para estudar idiomas.  (Eu mesmo me incluo nesse lista, estudei espanhol em Buenos Aires e francês em Quebéc.). Há uma ENORME diferença entre:

viajar com família ou amigos para um passeio bem turístico

x

viajar sozinho, fazer um curso e conhecer a cultura de verdade

Para que você entenda o que eu quero dizer, pense naquele seu amigo gringo que fala que Brasil é samba, praia e caipirinha.  Você com certeza disse pra ele que Brasil é muito mais que isso, pois ele só conheceu Búzios e a praia de Copacabana.

Mas todos nós cometemos os mesmos erros se viajamos somente como turistas. Buenos Aires não é só Recoleta, New York não é só Times Square, Paris não é só Torre Eiffel e por aí vai… A única maneira de conhecer uma cidade de verdade é interagindo com os locais, entendendo seus costumes e principalmente aprendendo seu idioma.

Portanto, se você está pensando em fazer sua primeira viagem ao exterior para estudar espanhol, preparamos abaixo uma guia para responder suas dúvidas

  1. Porquê estudar no exterior?

Os cursos de idioma no exterior são bem diferentes daqueles que você faz na sua cidade. Por 3 motivos principais: Intensidade, Necessidade e Imersão.

  • Intensidade. Na sua cidade você deve ter feito um curso de inglês ou espanhol 2x por semana de 3h diárias. A exposição do seu cérebro ao idioma é muito curta, o que faz com que demore muito mais para aprender. Um curso assim completo pode durar de 4 a 6 anos. No exterior, os cursos em geral são de 4h por dia durante 5 dias por semana. Você avança 1 nivel por semana, podendo dominar um idioma em 2 meses. (Experiência própria).
  • Necessidade. A pressão de ter que aprender o idioma é a principal motivação na hora do estudo. No seu dia-a-dia você vai precisar se comunicar, o que força seu cérebro a pensar em outro idioma e com isso você aprende muito mais rápido. O medo de pegar um ônibus errado ou de se enrolar na hora falar com alguém pelo telefone vai ser seu maior aliado para aprender um novo idioma.
  • Imersão. No exterior, o curso não termina quando você sai da sala. Toda a sua interação com a cidade é feita em outro idioma, o que funciona muito melhor do que as tarefas de casa que você fazia no seu curso regular.  Eu por exemplo fiz 1 ano de Francês em um curso no Brasil antes de ir a Quebéc, mas quando cheguei lá, não conseguia pedir um sanduíche no Subway. Ao longo do curso de imersão, aprendia a teoria na sala de aula, mas praticava meu francês indo para bares com amigos canadenses, assistindo filmes na televisão e comprando meus lanches.

2. Como funcionam os cursos no exterior?

Por serem intensivos, normalmente as aulas são em grupos pequenos, de 4 a 8 pessoas, e ocupam meio período (Manhã, Tarde ou Noite) , sendo 4h diárias x 5 dias por semana.  Porém todas as escolas são flexíveis e  você pode moldar a carga horária que se adapte a sua necessidade ou disponibilidade.

Existem cursos individuais, cursos que misturam classes individuais com grupais e até cursos que misturam classes normais com classes específicas (Vocabulário Médico, Tango, Culinária, Esqui…).

Durante o período livre, as escolas geralmente oferecem atividades culturais locais, como por exemplo churrasco, futebol, passeios pela cidade, shows de tango… Essas atividades são sempre opcionais, mas altamente recomendadas.

Classes

3. Quanto tempo eu devo ir?

É claro que o principal fator é a sua disponibilidade temporal e financeira. Os cursos duram no mínimo 1 semana e não têm limite máximo.

A curva de aprendizado é decrescente, portanto nas primeiras semanas você dá um salto imenso, enquanto após 5, 10 semanas o aperfeiçoamento é mais lento.

Como experiência pessoal eu diria que 2 semanas de curso no exterior equivalem a 1 ano de curso regular.  Não em termos de hora/aula, mas sim pela soma do que você aprende em sala + o que você aprende nas ruas. Recomendo como mínimo 2 semanas para assentar bem o conhecimento.

Já um curso completo do Básico até Avançado superior, que demoraria 4 anos no Brasil, você pode fazer em 6 a 8 semanas no exterior. 

Com certeza estudar no exterior é um investimento muito mais barato e  eficiente do que estudar em casa.

Weeks

4. Quanto custa?

Muitos veem os preços como custos, que quando somados aos custos da viagem, pesam no bolso de qualquer um. No entanto, um curso de idioma é um investimento, e quando comparados a cursos regulares no Brasil, os preços pela hora/aula são mais baratos.

Utilizamos como motor de busca a nova plataforma digital da CourConnect.com, que busca cursos de idioma no exterior e oferece um 10% de desconto na reserva online.

Curso Regular de Espanhol em São Paulo Curso intensivo encontrado em CourConnect.com
30h Nível A1 Acesso 2016 R$1230,00 1 semana

Cursos a partir de R$800*

Albergue a partir de R$150**

60h Nível B1 Umbral 2016 R$2090,00 2 semanas

Cursos a partir de R$1600*

Albergue a partir de R$300**

  • Preços de Curso intensivo em Córdoba à cotação do Dólar em 24/2/16
  • Preços de 5 noites em Hostel de Córdoba à cotação do Peso em 24/2/16

Ou seja, o que você gastou e está gastando até hoje em cursos de idioma, poderia estar sendo poupado para que você estude nas férias, conhecendo outro país e fazendo amizades pelo mundo inteiro.

5. Onde eu me hospedo?

Outra pergunta que depende do seu estilo de viajante. Quando fui a Buenos Aires fiquei em um Hostel, e quando fui a Quebéc fiquei na casa de uma amiga que conheci em viagens anteriores.  As alternativas variam de acordo com preço e comodidade:

  • Hostels. Os hostels são os melhores para aqueles que não vão ficar muitas semanas e que não se importam em dividir espaços com outras pessoas.  É a opção mais barata.
  • Casa de Família. Muitas escolas de espanhol disponibilizam casas de família que fornecem quarto, banheiro e, geralmente, alimentação.  Opção mais cara, porém é uma boa forma de conhecer de perto a cultura local.
  • Apartamento. Ideal para quem quer mais privacidade. Os preços variam de acordo com o tamanho, a forma pela qual você encontra o apartamento e quantas pessoas se hospedarão. Muitas escolas disponibilizam apartamentos, mas você pode buscar por outras plataformas online.
  • Hotel. Se dinheiro não é problema, busque um hotel decente para se hospedar durante todas as semanas que ficar na cidade.

Se você vai viajar por mais de um mês, recomendo reservar um hostel durante uma semana, e nessa primeira semana buscar apartamento para alugar, talvez com companheiros de classe que conheça na escola ou no hostel.

6. Vou ter tempo pra conhecer a cidade?

Com certeza! E essa é a melhor parte da viagem. Além de praticar seu espanhol, você terá a oportunidade de viver a cultura local de perto. Como as classes ocupam meio periodo, você poderá passear de tarde ou de noite, com seu colegas de classe. As escolas, em geral, possuem programação para todos os dias de semana.

Você também terá os fins de semana para viajar e conhecer outras cidades da Argentina. (Siga nosso blog que iremos fazer um post só para viagens)

COINED tour

7. Qual cidade devo escolher?

As duas melhores cidades para receber estudantes de espanhol são Buenos Aires e Córdoba.

  • Buenos Aires. A capital do país é uma imensa metrópole latino-americana com uma vida cultural muito agitada. A cidade não pára e você terá atividades todos os dias. Estará, ademais, a poucos horas de Montevidéu e das melhores praias uruguaias.

Corrientes

  • Córdoba. Com uma das melhores universidades do país, Córdoba  pode ser considerada uma cidade universitária. Isso significa que a aparência tranquila, colonial, e o sotaque cantado do cordobês se misturam com uma vida noturna ideal para os mais baladeiros. As serras de Córdoba convidam os viajeiros a passear nos fins de semana pelos mais lindos paisagens do interior argentino.

Cordoba freee

Gostou das duas? Não tem problema, muitas escolas possuem sedes em Córdoba e Buenos Aires, o que significa que você poderá fazer metade do seu curso em cada cidade e assim conhecer a diversidade que é a cultura argentina. Além disso, nos feriados você poderá visitar as vinícolas de Mendoza, as montanhas de Bariloche, as geleiras da Patagonia ou os desertos de Salta.

8. Qual escola?

Já decidiu vir pra Argentina né? Agora vem a parte mais fácil e divertida, escolher uma escola. A plataforma da Courconnect.com é a única página em que você poderá buscar e comparar os melhores cursos de idioma da Argentina, e você ainda ganha 10% de desconto em qualquer curso por reservar online.

Recomendo que você verifique os distintos tipos de curso que oferecem cada escola e depois dê uma olhada nos comentários que os alunos deram, para ter certeza de encontrar a escola e o curso ideal para você.

Courconnect